Saudação

Saudar
aquele que souber
afinar
a voz do coração
e ditar
que o tempo que passou
não vai voltar
que a hora é, enfim,
de se mirar
[e deixar]
o amor que tanto quer
aflorar
[e entoar]
a canção que tanto quer
cantar
da nação que tanto quer
acordar
e vibrar em um só tom
sem par
e sem padrinho, pai ou padastro
criar um lastro
de som
nacional
no início
gutural
mas, primordial
para
a descoberta
ainda
que tardia
da liberdade
fundamental

Sônia Regina