Poesia tão prosa

"Melhor deixar a poesia
Agonia de noite e de dia"
Eu, qual enguia fugidia
Ora chorava, ora ria

A prosa me quer e me chama
Charmosa, viçosa
Galante, sestrosa
Dizendo: - me ama,
me deita na cama
Não conta se ama,
se gosta, se goza
É tudo tão rosa
assim de pijama

Mas a poesia enrola
me pega, me alisa
me beija, me pisa
e diz: - se apaixona

Eu fico dançando
no meio das duas
olhando nas ruas
o mundo passando
a cabeça girando

Eu te amando
com poesia
tão prosa

Sônia Regina